10 de ago de 2010

Tomadas na Austrália

Antes de mais nada, quando nós chegamos por aqui, uma das coisas que a gente não fazia idéia de como se falava em inglês era Tomada: POWER POINT.


Dito isso, podemos continuar o post.

Aqui as tomadas são de 3 pinos, como você pode ver na fotinha ao lado. Todas as que eu vi são acompanhadas daquele botãozinho que ativa ou desativa o funcionamento da tomada, como se fosse uma caixinha de força individualizada.

Mas, nem todos os plugs de aparelhos eletrônicos contém os três pinos, apenas os 2 de cima sem o neutro, que é o de baixo.

Não precisa se preocupar que em todo canto você acha adaptardores pra vender. O preço varia de $7 até $12, dos mais simples, até os que são multi-adaptadores para todos os tipos existentes de tomadas, menos essa maravilha nova que inventaram no Brasil.

Outra coisa que precisa ser dita em relação às tomadas é que por aqui a voltagem é 220V, assim como boa parte dos estados brasileiros, portanto, se você tem algum aparelho eletrônico em 220V aí no Brasil e gostaria de trazê-lo para cá, mas a única dúvida é em relação à compatibilidade, pode trazer sem medo.
4 de ago de 2010

Comerciais de TV Legais (1)

Antes de vir para cá, algumas pessoas me passaram a idéia que só existia comercial de tv idiota por aqui. Na minha opinião, eles não podiam estar mais enganados. Tem uns que são até bobinhos mas eu acho muito bons ou engraçados mesmo assim.

Vou postar uns aqui.

Graphic Australian Anti-Smoking Ad


Esse aqui é um comercial do governo que tenta combater o fumo, que por essas bandas é um pouco exagerado. Everybody Knows. (cenas muito fortes, mas que passam na tv aberta daqui sem restrição)



Michel's Patisserie TV Commercial


Não faço idéia se essa cafeteria presta, mas o comercial é muito engraçado.



White Pages "Piano man" TVC


Comercial da White Pages, sistema de busca de endereços e telefones comerciais. É bem engraçado (especialmente a música) e o final é interessante.



Depois eu posto os comerciais de uma seguradora (estilo pastelão) e uns de carro.
22 de jul de 2010

Como tirar Habilitação em NSW

Antes de mais nada, lembre-se sempre que as leis podem ter variações de estado para estado. Como eu moro aqui em Sydney, NSW, vou falar apenas como funciona por aqui.

O RTA (Roads an Traffic Authority) é o orgao regulador do transito aqui da Australia. É o DETRAN daqui. Clique aqui para ver o site, onde você pode conseguir todas as informações necessárias, inclusive marcar os testes que serão descritos a seguir.

Existem 7 passos a serem completados para você conseguir a sua carteira.

1- Passar no Driver Knowledge Test (DKT)


É uma provinha contendo 45 questões de múltipla escolha sobre a legislação de trânsito. Você tem 30 minutos para concluí-la e é feita pelo computador (em algum RTA). Custa atualmente $38 e pode ser treinada pelo proprio site do RTA, que provê TODAS as questões e o mesmo sistema utilizado no teste.

Dica: Você tem direito a errar 4 questões durante o teste. Se você errar qualquer das 10 questões envolvendo placas (sinalização), você é automaticamente eliminado.

Diferente do teste do Brasil, o objetivo aqui não e eliminar e sim ensinar. A ponto que todas as questões ficam disponiveis no site E não são como no Brasil onde as opções são iguais em conteúdo e a opção correta é a que está escrita do mesmo jeito que está escrito na lei.

Passando nessa provinha você vai ter direito à carteira L, Lerner License.

2- Manter a carteira L por 12 meses


Depois disso, você precisa passar pelo menos 12 meses e completar 120h de direção supervisionada, sendo 20 à noite (mas que só se aplica a motoristas com menos de 25 anos)

Como no Brasil, você não pode cometer falhas enquanto estiver com a carteira L. Existem muitos detalhes como 0 de consumo alcoolico, limite de velocidade etc.

3- Passar no Teste Prático


O teste prático daqui também é diferente do Brasil. Aqui o avaliador vai funcionar como um passageiro e você como um motorista de táxi. Você tem que dirigir pra onde ele mandar, nas ruas de verdade, com tráfego de verdade, passando por situações de verdade. DURANTE 45 MINUTOS.

Dica: Escolha um RTA que fique próximo de ruas pouco movimentadas e largas. Ruas estreitas vão te sujeitar à ferir leis como a da distância lateral mínima entre carros.

Depois disso, sua carteira de Learner se torna provisional P1

4- Dirigir por 12 meses com a carteira P1


Nada de diferente, somente o seu limite de velocidade que é aumentado

5- Passar no teste de percepção de perigo


Não sei como e esse teste. Passando por ele, voce ganha a provisional P2

6- Dirigir por 24 meses com a carteira P2


Nada de diferente, somente o seu limite de velocidade que é aumentado

7- Passar no Driver Qualification Test (DQT)


Também não sei como funciona esse teste, mas passando nele você recebe a carteira permanente.

Parece cansativo, ne?

Mas se você tem carteira de Habilitação no Brasil, tudo fica mais fácil. Basta ir em um RTA que eles vão te encaminhar para um órgão que vai fazer a tradução oficial da sua carteira.

Com essa carteira traduzida por eles (por eles. Não adianta vir com ela traduzida do Brasil ou de qualquer lugar que não seja por eles), você pode dirigir livremente por aqui até completarem-se 3 meses da data que você teve seu visto concedido (ou seja, quando você desembarcou aqui).

Apos isso, você só precisa fazer os itens 1 e 3, apresentando sempre a tradução da sua carteira e pronto. Você já tem a sua carteira permanente de NSW.
10 de jun de 2010

Sydney International FIFA Fan Fest


Hoje lendo uma noticia no Globo.com me deparo com umam informacao interessante: Apena 6 paises foram autorizados a faze ro Fifa Fan Fest, que e um evento especial para acompanhar os jogos da Copa do Mundo gratuitamente.

Para a nossa sorte, Brasil e Australia estao nesse seleto grupo.

No Brasil vai ser no Rio, em Copacabana. Na Australia, para a minha sorte, sera aqui mesmo em Sydney na Darling Harbour, local que todo o santo dia eu atravesso para ir ao trabalho e desde a semana passada vejo com u mgrande telao alocado no meio da agua.

Se voce esta aqui em Sydney e quer saber mais detalhes, clique aqui

Eles estao prometendo uma festa mais ou menos assim:



O mais legal e que todo o acesso vai ser facilitado. Havera trens e onibus com horarios especiais para levar as pessoas ate a festa e, aparentemente, todos os jogos serao transmitidos ao vivo.

O unico inconveniente e que os jogos passarao as 21:30, 00:00 da noite e 4:30 da manha no horario local.
17 de mai de 2010

Chuva e frio em Sydney


Ontem eu vi no jornal a seguinte chamada: "Wet Week". Nos ultimos dias o frio por aqui so tem aumentado entao, era de se esperar que uma hora ou outra comecasse a chuva de verdade.

E comecou em alto estilo. Logo de manha ja fico sabendo que rolou um mini tornado em Bondi Beach e a chuva + engarrafamento + muita gente utilizando o transporte publico me faz lembrar quando eu achava Brasilia uma cidade fria.

Ainda bem que nos ultimos dias nos preparamos razoavelmente para o frio: compramos pijamas, roupoes, casacos, roupas quentinhas e umas botas de frio.

A bebe ja estava preparada ha muito tempo. Ela tem varios casaquinhos e um parzinho de botas revestido com pelo de carneiro. Sem contar que o aquecedor da casa esta no quarto dela.

Engracado que, assim como no "frio" de Brasilia, o sol aqui nao faz muito efeito quando esta frio. Ele queima mas nao esquenta.
20 de abr de 2010

Rapidinhas 1

Ok, ainda não tenho internet em casa e estou usando a internet wi-fi gratuita do McDonalds. Portanto, vou só falar algumas besteirinhas aqui sobre o que tenho visto por aqui ;)

- A cidade é bem limpa, tem até aqueles carrinhos que lavam o asfalto passando todos os santos dias. Mas também tem muita gente sujando.
- Andar de train aqui é uma moleza. Tudo funciona, chega no horário, é rápido e limpo.
- Aqui tem culinária de todos os países que existem. E tudo você consegue encontrar em poucos quarteirões na CDB
- Você encontra muitos produtos que existem e são usuais no Brasil. Encontra até mesmo produtos como GUaraná Antártica com certa facilidade.
- As pessoas são muito solícitas. Elas percebem que você precisa de ajuda e se prontificam a ajudar, seja tirando dúvidas ou carregando peso.
- Se puder, compre um carro. Carregar coisas grandes e pesadas na estação não é legal.
9 de abr de 2010

A Viagem - Parte 1


As Malas



Nós tínhamos direito à 2 malas de 32kg cada um, mais uma mala extra de 32kg para a bebê. Isso seria a nossa bagagem despachada. Como bagagem de mão, teríamos direito cada um à uma bolsa de 8kg e a bebê poderia levar o carrinho e uma bolsa de fraldas.

Não pense que descobrir isso foi fácil. Por incrível que pareça, nem a TAM, que operaria 2 dos 3 trechos nem a LAN Chile, "dona" da nossa passagem, conseguiam dar a mesma informação sobre o assunto. Isso se estendeu durante quase 2 semanas de muitas ligações e idas ao aeroporto.

Decidimos que além da franquia, levaríamos mais 2 malas de 32kg e um pacote que conteria alguns quadros. Isso seria cobrado da seguinte forma: para cada mala de até 32kg seriam cobrados US$ 175, que seriam convertidos para real na hora.

Como levar esse peso enorme?



Conseguimos a ajuda de um amigo com uma picape, e levamos boa parte dessa bagagem nela. O problema é que ninguém lembrou de que no dia poderia chover e não tínhamos, portanto, nenhum tipo de cobertura para colocar na caçamba do carro.

O grande problema é que quando faltavam em torno de 10km para chegar no aeroporto, começou a chover freneticamente e simplesmente molhou os quadros, que ao menos serviram como proteção para as malas, que apesar de molhadas, não ficaram estragadas.

Check In



Por causa de todas as dúvidas entre LAN e TAM, ficamos com um certo receio de chegar lá em cima da hora para o check in e simplesmente as informações que tínhamos até o momento serem erradas e não haver tempo hábil para poder resolver tudo.

Falando com o pessoal do balcão de informações da TAM, com um supervisor e com o pessoal responsável pelo excesso de bagagem internacional, todos disseram em alto e bom som: "O check in e o despacho pode ser feito a partir de 24h antes do embarque." - foi a melhor notícia, pois qualquer problema teria muitas horas para serem resolvidos tranquilamente.

Com o vôo marcado às 5 da manhã de segunda feira, às 14h de domingo estávamos todos no aeroporto, com todas as bagagens. E aí começaram os problemas.

Problema 1 - Ficamos na fila preferencial, pois tínhamos um bebê. O problema é que curiosamente, a nossa fila não andava. Quando descrobrimos que a nossa fila REALMENTE não estava sendo atendida, pois o aeroporto e a TAM estavam sobrecarregados com muitos passageiros, pois era fim da pascoa.

Problema 2 - Ao chegar finalmente nossa vez, a atendente diz: "Infelizmente, para vôos internacionais, o check in só pode ser feito a partir de 2h antes do embarque."

Após muita briga, que algum dia pode ser bem explicada por aqui, 12 horas depois, esperando DENTRO do aeroporto com 8 pacotes de 32kg cada um, conseguimos fazer o check in e embarcamos.

continua...